Mudar é preciso
27/07/2020 16:49 em Há Psicologia Aqui

Nem todas as pessoas têm facilidade para lidar com as dores das mudanças, mudar pode parecer errado e necessitar mudar pode ser um fardo, um incômodo, um defeito, e por isso, muitas delas negam a mudança, evitam, "deixam para lá", e completam seus discursos com "Aaah eu sou assim, esse é o meu jeito", "Não vou mudar" 

O fato é que mudar apesar de incômodo, entranho e até mesmo inusitado, é também fonte de melhorias no desenvolvimento, no bem-estar e até mesmo na saúde dos indivíduos.

Mas por que mudar é bom para o desenvolvimento, bem-estar e saúde?

Quando mudamos para uma versão melhor significa que aprendemos uma lição, e a partir dela desenvolvemos novos comportamentos, mais eficazes e condizentes com o que entendemos por correto, essa modificação nos ajuda a compreender melhor o mundo a nossa volta e agir sobre ele de uma maneira mais adequada. 

 Atitudes mais adequadas trazem melhores respostas externas, maior atingimento dos nossos objetivos, e consequentemente maior sensação de bem-estar, o que colabora para uma melhor saúde física e mental.

Vamos ver 3 situações que indicam que é necessário mudar?

1.       Todas as vezes que algo em nossa vida não vai bem e não entendemos ao certo o porquê.

2.       Quando nossos objetivos não são atingidos e percebemos que os problemas sempre se repetem. Um exemplo disso é a expressão "dedo podre", que é usada para descrever pessoas que sempre se envolvem em relacionamentos inadequados.

3.       Quando sabemos qual a atitude mais correta a ser tomada, mas agimos de forma contrária, o famoso "Por que fiz isso?"

Resumindo, todas as vezes que nosso comportamento nos traz situações dolorosas ou diferentes do que esperamos, é um alerta de algo precisa ser mudado.

E para mudar é preciso então focar em 3 passos:

1. Reconhecer,

2. Planejar e

3. Executar

Reconhecer é entender que existe um problema naquela situação e que parte dele com certeza é de culpa pessoal e intransferível.

Planejar é após entender o problema e a parte da culpa que lhe cabe, planejar ações que ajude a contorná-lo ou até mesmo acabar com ele.

Executar se trata de colocar o planejamento em prática, se comprometer a fazer o que foi planejado, a fazer o que é preciso.

Quando temos dificuldades para mudar com certeza estamos com problemas em um, em dois, ou em todos os três passos. Então é necessário olhar a situação como um todo para entender onde estamos errando e o que podemos fazer para melhorar.

A mudança à primeira vista pode ser dolorosa, confusa e difícil, mas quando ocorre e traz consigo um benefício pensamos “Por que não mudei antes?”. E essa é a lógica, conquistar seus objetivos será sempre infinitamente melhor que segurar o rótulo de “eu sou assim mesmo

              Então hoje meu conselho é: Abrace a mudança, perceba suas necessidades, planeje, aja, e usufrua das melhorias que mudar e evoluir podem trazer a sua vida.

              E se precisar de ajuda para isso, faça terapia! Me mande uma mensagem, será o maior prazer ajudar você em sua jornada.

Porque mudar dói, mas não mudar dói mais ainda.

 ___________________

Por: Thais Almeida

Instagram.com/APsicologaThais 

Facebook.com/APsicologaThais 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
Rádio ESPORTESNET